A participação dos judeus na colonização do Brasil é tema de palestras e livro

Publicado em 19 April 2016

No dia 19 de abril, semana de aniversário do descobrimento do Brasil, o Gabinete Português de Leitura (GPL) e a Associação Sefardita de Pernambuco (ASPE) promovem a palestra “Os descobrimentos do descobrimento – a presença dos judeus e cristãos novos no 22 de abril”, a partir das 14h30, no auditório do GPL, bairro de Santo Antônio, centro do Recife. Na ocasião, haverá ainda o pré-lançamento do livro “Hagadá de Pessach do Sertão”, produzido pelos membros da ASPE. O evento será gratuito e aberto ao público.


O evento surgiu com o objetivo de estreitar os laços de amizade e as relações culturais entre Portugal e o Brasil, especialmente junto às comunidades luso-brasileira e Bnei Anussim, formada pelos descendentes dos primeiros judeus hispano-portugueses que chegaram ao país ainda no período colonial. As duas palestras ressaltam a trajetória histórica e cultural dos primeiros navegadores que aportaram no Novo Mundo aliada a uma subsequente narrativa acerca dos hábitos e vestígios religiosos e culturais sefarditas ainda existentes na Região Nordeste do Brasil. 


A primeira palestra será proferida pela Mestra e Antropóloga Aleksandra Serbim, que abordará a participação dos judeus e cristãos novos para a grande jornada dos descobrimentos portugueses, desde a época da Escola de Sagres até a chegada ao Brasil. Ela evidencia os bastidores dessa história e os esforços do reino de Portugal para agregar os conhecimentos judaicos às explorações e descobrimentos marítimos. A segunda explanação ficará por conta do Professor e Historiador, Mestre Nuno Brito, que falará sobre a chegada dos colonizadores nas terras brasileiras e a herança cultural judaica no Nordeste do Brasil, trazendo como pano de fundo os estudos de Gilberto Freyre e Câmara Cascudo.
No encerramento do encontro, a Associação Sefardita de Pernambuco fará a apresentação da obra “Hagadá de Pessach do Sertão”. Hagadá é um livro litúrgico, lido pelos judeus no Pessach –a celebração judaica para comemorar a liberdade do povo hebreu com a saída dos judeus do Egito. Esse ano, este momento terá início, justamente, no dia 22 de abril. A Hagadá do Sertão é uma obra inédita por vários motivos: é a compilação de três hagadot (plural de hagadá) de Amsterdam, Londres e Gibraltar - locais onde as comunidades judaicas hispânico-portuguesas se instalaram. As ilustrações são inspiradas na xilogravura e há, ainda, uma poesia em estilo cordel, sobre o pessach no sertão.

O Gabinete Português de Leitura (GPL) foi fundado há 165 anos, em 1850, durante sessão solene no Teatro Apolo. Atualmente localizado na Rua Imperador Dom Pedro 2, bairro de Santo Antônio, possui um salão nobre onde são realizadas as solenidades oficiais do Gabinete, ficando o resto do ano aberto apenas para visitas. No auditório e salão de exposições ocorrem seminários, conferências, reuniões, solenidades de outras instituições, lançamento de livros, exposições fotográficas e projeção de filmes portugueses. O acervo da biblioteca do Gabinete, com mais de 80 mil volumes, incluindo obras raras dos séculos XIX, XVIII e XVII, está permanentemente à disposição do público. O espaço dispõe, ainda, de uma sala de estudos aberta ao público com capacidade para cerca de 50 pessoas. Climatizada e com internet wifi liberada, conta ainda com as edições diárias de jornais de Pernambuco e Portugal.

Contatos com a imprensa

Kássia Alcântara
kassia@combogocomunicacao.com.br – 81.32275513 | 99268.2976

Patrícia Monteiro
patricia@combogocomunicacao.com.br – 81.32275513| 98149.0487


Multimídia

Coral amigos do São Vicente